jeitinho brasileiro nos EUA dá cadeia!


É inacreditável como alguns brasileiros acreditam que podem usar o “jeitinho brasileiro” fora das nossas fronteiras e saírem ilesos. Algumas pessoas ainda acreditam que somos os mais espertos do mundo e que “ninguém vai conseguir nos pegar”. A grande questão, porém, é que nem todos os países possuem uma legislação tão fraca quanto à nossa quando o assunto é coibir os famosos “espertalhões”.

Eu dei sonoras gargalhadas quando vi a atriz Íris Bruzzi (que para falar a verdade nem sei quem é) apelando para o Lula e para a Dilma falarem com o Obama para que ele inocentasse o filho dela, condenado a 2 anos por crime contra o sistema financeiro dos Estados Unidos. (veja matéria)

Pareceu a entrevista que o Ronaldinho Gaúcho concedeu ao Fantástico. Tudo naquela pessoa era mentira regada a “jeitinho”, o famoso tempero da terra do pau-brasil que Marcelo Bruzzi levou para os EUA. Só que desta vez a justiça foi mais eficiente e direta.

O resumo do caso:

  • cidadão alega que recebe US$ 16 mil mensais. Depois de dois anos pede falência alegando que recebe US$ 340…
  • nas 3 aquisições ele declarou que aquela era a compra do 1o imóvel, ou seja, aproveitou-se de taxas mais atrativas para quem compra a primeira casa.

No Brasil isso também não está certo, mas alguém acredita que a Justiça, campeã mundial de morosidade, vai conseguir controlar esse tipo de caso. Por ironia do destino de Marcelo, nos EUA eles conseguem, e agora se a tia Íris quiser ver o filhinho, só na cadeia mesmo.

Por fim, deixa o Obama cuidar de coisas mais importantes. Era o que faltava nossos presidentes sentarem para conversar sobre isso!

Anúncios