Reclamação X Insatisfação

É incrível como o tipo de reação das pessoas diante das dificuldades determina “como” e “quanto tempo” será necessário para transpô-las. Há alguns dias estava conversando com um amigo que se dizia profundamente chateado com algumas situações que estavam acontecendo e que, por esse motivo, “ele se achava no direito de reclamar”.

Com toda a delicadeza, como se pisasse em ovos, fui obrigado a discordar dos argumentos que ele apresentava e aos poucos, percebendo que ele estava me dando atenção, tentei mostrar os problemas que ele enfrentava sob uma outra perspectiva…

Começou mais ou menos assim:

“Fulano, eu até acho que tu tenha razão em estar INSATISFEITO com a situação que está se apresentando, mas se você ficar só RECLAMANDO não vai chegar a lugar nenhum!”.

O papo continuou e fui expondo a maneira como enxergava esses acontecimentos, tentando passar a mensagem de que não bastava ele ficar chateado com a situação e espalhar aos 4 ventos que não concordava com a maneira como as coisas estavam sendo feitas.

Bem pelo contrário.

Não somos obrigados a aceitar ou concordar com tudo que nos passam, mas quando isso acontece não basta sair reclamando. O que precisa ser feito é desenvolver o sentimento de Insatisfação.

Insatisfação, como falei pra ele, é uma combinação de “reclamação” com “atitude”. É perceber que algum ponto não está condizente e trazer argumentos para tentar corrigi-lo, mostrando com fatos e dados que aquela maneira de pensar pode estar equivocada.

O bom nesse processo é que, em alguns casos, você vai perceber que aquele bicho de sete cabeças sobre o qual você estava prestes a começar a reclamar nem é tão feio assim e, em outras oportunidades, vai conseguir negociar com o seu superior o que está em desacordo.

Por isso, quando acontecer algo desse tipo tente pensar com essa lógica e depois me diga como foi… isso aqui pode ser uma tremenda bobagem e por isso quero saber se posso deixar postado ou devo deletar. 🙂

——–

ps: frase de um funcionário: “Falar do difícil é tão fácil, que o difícil fica parecendo ridículo”. Acho que se aplica a esse post.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s