essa maldita greve dos bancos

Eu queria ver o que aconteceria se eu resolvesse fazer uma greve… Simplesmente eu não vou mais, por tempo indeterminado, realizar as minhas tarefas.

Um dia! Acho que seria esse o tempo que me dariam, fingindo que tivessem me dado uma folga. Depois: “tchau pra ti!”

Errado? Injusto? Que nada…

Eu tenho um emprego e sou remunerado para isso. Se eu não estou gostando das funções ou não estou recebendo tanto quanto eu penso que mereço sou eu quem deve ir embora. Afinal, se eu sou “tão capacitado assim” provavelmente vai ter uma fila de empresas querendo me contratar… é assim que funciona, sempre foi.

Aí vem os bancos, TODOS OS ANOS, brigar por mais aumento… São tão fracos em negociação que precisam apelar para a Greve para poder ganhar alguma coisa. O Governo, incompetente por natureza, passa a mão na cabeça, depois de mais de um mês de paralisação, absolvendo as horas não trabalhadas e dando a “gorjeta” pro pessoal parar de incomodar.

Chega disso! Tem uma crise lá fora que precisa ser vencida e os bancos ainda olham para os seus umbigos querendo ser o centro das atenções. Nessa história toda é facil dividir os grupos que ganham e que perdem:

  • Os bancários ganham… uma gorjeta para parar de incomodar e uns 30 dias de férias remuneradas;
  • O Governo empata, porque ultimamente aumentar o gasto público não tem sido um grande problema;
  • A população (EU) perde, porque nem um cheque eu posso depositar num banco que, a priori, quase não precisa mais de gente para funcionar…

Chega dessa palhaçada e vamos voltar ao trabalho. Eu vou embora também porque preciso estudar para um dia não virar bancário…

Anúncios

2 comentários sobre “essa maldita greve dos bancos

  1. Grande Zanatta!!

    Concordo em gênero, número e grau. Isso é piada.

    Mas te proponho criar um movimento sindicalista em uma empresa privada, e se suas reivindicações não forem aceitas greves, o que ocorreria? Era o mesmo que deveria acontecer com estes grevistas. Não deveriam passar impunes.

    Mas com o nosso próprio presidente tendo estas origens fica complicado.

    Dai eu te pergunto, nós que somos inocentes ou somos apenas ignorantes de querer fazer acontecer de uma maneira “correta”?

    Abraço meu velho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s