Marketing de Relacionamento

Considerações a respeito do trabalho que venho fazendo para a conclusão da disciplina de Marketing de Relacionamento
O fato de eu ter praticamente finalizado a revisão teórica para o trabalho sobre Marketing de Relacionamento já me dá alguma base para eu fazer algumas constatações a respeito deste tema que, por vezes, é negligenciado dentro das empresas ou tratado de forma empírica.

O que podemos perceber é que os clientes não estão mais enraizados aos seus fornecedores como eram antigamente porque as oportunidades de mudança estão mais simples. O velho e bom fornecedor de embalagens, que há tanto tempo serve a empresa, vai pro saco se a sua oferta não for melhor do que a de seus concorrentes. Desta forma, foi criada uma situação na qual fica simples colocar as variáveis na mesa e analisá-las de uma maneira quantitativa: do fornecedor de açúcar à empresa que faz as entregas, agora é possível analisar em uma tabela e chegar a uma conclusão sobre a decisão que poderia ser tomada.

No entanto, existe um espaço importante dentro desta carnificina empresarial. Felizmente os clientes (do comprador de pão ao gerente de compras de uma multinacional) ainda são humanos e buscam nas suas relações empresariais parcerias que possam trazer benefícios no longo prazo. Esta característica faz com que o marketing de relacionamento tenha um importante campo a ser explorado dentro da estratégia das empresas. Para ilustrar uma situação poderíamos citar o caso da Grendene, que passou a fabricar suas sandálias em tamanhos diferentes para atender a gigante varejista Wall-Mart. Neste caso, a Wall-Mart ganhou um produto focado nas demandas locais enquanto que a Grendene ganhou um cliente com um enorme potencial de compra no longo prazo.

Outros casos poderiam ser citados, como a empresa de construção civil que recebe o aço cortado no tamanho que necessita, diminuindo o tempo de trabalho dos seus operários com funções que não são a sua especialidade. Neste caso, ambas as empresas ganham: a construtora não precisará dispender tempo para adequar a compra às suas necessidades enquanto que a fornecedora de aço levará um cliente satisfeito que não trocará de fornecedor por meros detalhes por confiar na relação de parceria existente.

Estes e outros exemplos são apenas alguns exemplos da maneira como as empresas podem trabalhar o Marketing de Relacionamento. Assim que eu finalizar o trabalho eu disponibilizo ele por completo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s